Curso de Expressão Verbal

341 - Temer, os presídios e a sua carreira

 

Quando eu era garotão, atuei um tempo como locutor nos serviços de alto-falante que abrilhantavam os passeios nas praças e quermesses em Araraquara, no interior de São Paulo. Lia os anúncios dos patrocinadores e transmitia os recados, oferecendo músicas para os rapazes e moças que faziam o "footing", nas intermináveis voltas, sempre na esperança de encontrar alguém para namorar.

Depois de tantas décadas até hoje me lembro das mensagens: "Este é o serviço de alto-falante que abrilhanta os festejos da quermesse da igreja Nossa Senhora das Graças. Esta música o rapaz de camisa xadrez com gola vermelha oferece à moça de vestido azul, como prova de muita admiração".

Hoje pode parecer algo bobinho, mas naquela época essa era uma das poucas diversões de algumas cidades no interior. Além dos jogos de futebol e do cinema quase nada havia para fazer. Jogos de malha e de bocha só para os mais velhos. Ah, e os encontros amorosos para aqueles que estavam namorando. Ainda não contávamos com a televisão, só com os programas de rádio.

Eu fazia aquele trabalho por hobby, sem nenhum pagamento, sem nenhuma expectativa de gratificação. Só não sabia que depois de muitos e muitos anos aquela atividade poderia ter tanta influência na minha profissão como professor de oratória. Aprendi naquelas apresentações a ouvir o som da minha própria voz, a respirar de maneira correta, a pronunciar bem as palavras, enfim a aprimorar inúmeros aspectos que hoje me ajudam tanto.

Se observarmos bem, por mais sem sentido que determinada atividade possa parecer para a carreira, mais cedo ou mais tarde acaba direta ou indiretamente mostrando sua utilidade para a profissão que abraçarmos ou para os cargos que venhamos desempenhar. É assim na área comercial, na gestão administrativa, nas funções políticas.

Relacionar conhecimentos, transferir experiências de uma área para outra, criar um novo valor para o que fazemos, eis um ponto que se mostra mais que essencial em nossa existência. Para essa empreitada permanente, precisamos contar com todo tipo de aprendizado que a vida possa nos proporcionar.

O que me faz lembrar do presidente Michel Temer. Quando ele poderia imaginar que sua experiência como Secretário de Segurança Pública no Estado de São Paulo, Presidente da Câmara dos Deputados, Diretor de Escola, Articulador Político pudesse ser tão importante no exercício do seu cargo como Presidente da República? Especialmente nesse momento difícil que atravessa o país com a crise nos presídios.

Talvez não exista no Brasil alguém que pudesse ocupar o cargo de presidente com a mesma bagagem, conhecimento e competência para enfrentar situação tão delicada como essa que vivenciamos.

Como Secretário de Segurança teve de enfrentar e contornar inúmeros desafios. Dá para imaginar o jogo de cintura que teve de desenvolver para presidir a Câmara dos Deputados? Tomar decisões complexas sem criar desafetos não é tarefa simples. E ali só tem cobra criada. Como dizia Ulysses Guimarães, na Câmara não tem tonto, é tudo gente traquejada.

Lógico que você deve desenvolver tarefas que possam robustecer cada vez mais as atividades que tenha em mente para a sua vida profissional. Se você, como gestor, tiver de optar entre um curso de gestão ou de sobrevivência na selva, não teria dúvida em cravar a primeira opção.

Se, entretanto, em certos momentos tiver de abraçar trabalhos que, aparentemente, não tenham ligação próxima ou remota com o que deseja na vida, faça o melhor que puder. Talvez um dia se surpreenda aproveitando toda essa experiência na sua carreira, ou mesmo na vida particular.

Uma comunicação clara, eficiente e assertiva e com sensibilidade, por exemplo. É possível que hoje não tenha aplicação direta para as funções que exerça, mas tenha certeza de que, a qualquer momento, precisará contar com sua habilidade de se comunicar para ser bem-sucedido.

Portanto, consciência e preparo para falar em público é uma competência que precisa ser desenvolvida e aprimorada. Sempre.

Superdicas da semana

  • Procure se dedicar de preferência aos estudos relacionados à sua atividade.
  • Qualquer conhecimento, entretanto, mesmo que não pareça, poderá ser útil no futuro.
  • Observe a carreira de pessoas bem-sucedidas. Veja quantas experiências diferentes foram necessárias para chegarem lá.
  • Dia mais cedo ou mais tarde você precisará falar bem em público

Livros de minha autoria que ajudam a refletir sobre esse tema:

"29 Minutos para Falar Bem em Público", publicado pela Editora Sextante, e "Assim é que se Fala", "Conquistar e Influenciar para se Dar Bem com as Pessoas", "As Melhores Decisões não Seguem a Maioria" e "Como Falar Corretamente e sem Inibições", publicados pela Editora Saraiva.

Autor de 25 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares, dá dicas de expressão verbal para turbinar sua carreira.