Curso de Expressão Verbal

Boa estrutura de fala facilita compreensão - Jornal de Piracicaba - mar/00

 

Boa estrutura da fala facilita compreensão

Poucas pessoas sabem estruturar o raciocínio de forma ordenada quando precisam se apresentar em público. O fato mais interessante, entretanto, é que, de todas as habilidades necessárias para desenvolver bem a comunicação verbal, organizar a fala para expor com acerto o conteúdo da mensagem que é uma das que mais facilmente podem ser aprendidas. Preparar um roteiro seguro para uma boa apresentação é a proposta de 'Assim é que se fala', o novo livro de Reinaldo Polito, lançado pela Editora Saraiva.

Considerado um dos maiores especialistas em Expressão Verbal da atualidade, o autor reúne orientações práticas para entabular uma conversa social ou de negócios, fazer palestras, expor produtos, ministrar aulas, proferir conferências, preparar projetos, enfim, realizar qualquer tipo de comunicação falada ou escrita.

Para facilitar o aprendizado, o livro conta com exercícios de fixação, proposta de trabalho e um questionário de auto-avaliação. Inclui ainda um CD áudio com uma aula ministrada por Reinaldo Polito. Em 72 minutos de gravação ele contempla todas as informações contidas no livro.

Para preparar uma boa apresentação, é preciso que você tenha em mente que ela deve ir ao encontro dos interesses dos ouvintes, desenvolver o assunto de forma clara, lógica e concatenada, além de atingir os objetivos propostos.
Polito apresenta um roteiro que permitirá uma orientação passo-a-passo na procura das informações apropriadas para as circunstâncias de cada apresentação, de acordo com o tema, os seus objetivos e o público que irá ouvi-lo:

• escolha o assunto
• determine os objetivos
• conheça os ouvintes
• verifique o local e as circunstâncias da apresentação
• faça a pesquisa e a escolha das informações

Geralmente as pessoas recebem convites ou são escaladas para falar sobre assuntos que se relacionem com sua profissão, interesse pessoal ou acontecimentos da vida em sociedade.

Assim, é importante escolher corretamente o assunto, com base nas seguintes orientações:

• fale sobre um tema atual
• trate de um assunto no qual tenha autoridade
• escolha um assunto que você goste
• coloque uma nova roupagem nos velhos assuntos
• opte por um assunto pertinente à circunstância
• decida por um assunto com o tempo para ser pesquisado a apresentado
• fale sobre um ângulo do assunto que o auditório ainda não tenha ouvido

Determinar os objetivos de uma apresentação ou um dos pontos mais importantes na hora de transmitir idéias. Alguns objetivos são:

• informar
• persuadir e motivar
• entreter
• promover-se

Esses objetivos podem aparecer separadamente, ao mesmo tempo, ou, ainda, de forma alternada numa mesma apresentação.
O autor enfatiza que é preciso saber para quem vamos falar. Afinal, só falamos porque existe quem irá nos ouvir. Assim, para conhecermos os ouvintes é melhor preparar a apresentação, é preciso considerar:

• a importância de escutar
• a platéia deseja o bom desempenho do orador
• questões que precisam de respostas para conhecermos melhor o público e darmos a ele as informações apropriadas
• características do público que influenciam na preparação

Em geral, o público é formado por pessoas com perfil distinto e que, por isso possuem elementos de percepção, resistência e análise diferentes, como interesse, crenças, valores, sensibilidades, nível de concentração, experiência, e capacidade de entendimento.

Segundo Polito, as principais características do público são:

• sexo
• idade
• nível sociocultural
• raça

O autor lembra que uma fala bem estruturada facilita o desenvolvimento do raciocínio do orador e a compreensão dos ouvintes e por isso dá as seguintes sugestões:

• cumprimente os ouvintes
• conquiste-os
• informe sobre o que vai falar
• faça uma retrospectiva ou levante um problema relacionado com o tema
• indique quais as partes que pretende cumprir no desenvolvimento do assunto
• apresente o assunto com argumentos e de forma concatenada
• refute possíveis objeções
• recapitule em uma ou dias frases o que acabou de falar
• encerre com informações consistentes que possam levar à reflexão ou à ação

As orientações sugeridas por Polito para ordenar as diversas partes de uma apresentação podem ser seguidas na maioria dos casos, em talvez mais de 95% da circunstâncias.

Entretanto é importante lembrar que o apresentador deve ter a liberdade de criar ou decidir sobre mudanças na ordem dessas partes sempre que julgar conveniente.
Considere também o estilo para fazer as apresentações. Esse item deve ser levado em conta para que seja preservada a naturalidade do orador que não precisa ficar preso dentro do rigor técnico, que o tornaria artificial e ineficiente.

No momento de encerrar o discurso é preciso lembrar que se a introdução deve ser curta, a conclusão deve ser ainda menor. Além disso a conclusão é o coroamento da qualidade do discurso e se os ouvintes já estão convencidos das nossas idéias e prontos a abraçá-las, aguardam apenas as últimas orientações para saber como agir.

É importante contar aos ouvintes que chegou a hora do encerramento porque deve haver um aumento da concentração quando os ouvintes sabem que haverá uma rápida revisão das idéias apresentadas. Assim, se perderem ou não acompanharam bem alguma informação, terão a chance agora, no momento da conclusão, de ouvir a mensagem perdida ou compreendê-la melhor.