Curso de Expressão Verbal

Como hablar bien en publico - Colômbia

Sinopse

Falar corretamente em frente a um público pode ser decisivo para alcançar diferentes metas na vida.

Conquistar um auditório, sentir o controle sobre outras pessoas e empregar adequadamente a linguagem quando estamos perante uma plateia pode ser muito difícil para muitos, especialmente quando o nervosismo ou uma linguagem inadequada nos impede.

Este livro é uma verdadeira ferramenta que ensinará todos os truques e segredos para falar corretamente em público.


 

Prefácio

Acompanho há muito tempo o trabalho do Professor Reinaldo Polito: inicialmente como meu aluno, depois meu assistente e há um quarto de século como mestre titular de sua escola e professor nas mais importantes universidades brasileiras, onde utiliza seu saber semelhante a um facho de luz - chama que vem de seus estudos e pesquisas -, para clarear os problemas da comunicação oral de seus alunos, eliminar as dificuldades e possibilitar a eles a escolha de melhores opções para o sucesso e a felicidade.

Esta obra do mais famoso e importante professor de comunicação oral da atualidade pode ser classificada, por comodidade didática, sob quatro aspectos diferentes, mas que se conciliam para o leitor atingir seus objetivos:

é Técnica, em virtude dos princípios e ensinamentos que já foram por ele testados e comprovados reiteradamente; 
é Artística, graças a sua rica criatividade, que objetiva o belo e sempre comunica uma nobre ideia ou emoção; 
é Científica, como consequência da descoberta dos caminhos formulados por princípios lógicos. 
é Filosófica, pois procura sempre as soluções didáticas do saber para poder servir a quem o procura. 
Todos os livros deste mestre têm a capacidade de provocar uma maravilhosa metamorfose para o bem dos leitores que colocam em prática suas orientações.

É preciso destacar que grande parte de seu mérito se deve à facilidade de sua pedagogia simples, motivadora e de acordo com as exigências da nossa sociedade moderna.

Quem orienta o trabalho deste autor são as necessidades do cotidiano dos profissionais que precisam logo aprender a falar correto, com clareza e segurança, esquecendo, devido a estes ensinamentos, as sabotadoras inibições.

Durante a minha última viagem ministrando aulas para professores nas universidades das vinte e sete capitais do Brasil, para me despedir definitivamente e iniciar minha aposentadoria como professor de Oratória, verifiquei que os meus colegas, tanto os que se iniciavam no magistério da comunicação, quanto os que já possuíam anos de experiência no ensino desta matéria, utilizavam como bíblias os livros de autoria do Professor Polito.

A maior consagração de um profissional acontece quando ele conquista o respeito e os aplausos de seus colegas. O sucesso de Polito é muito maior, pois esses livros, que eram adotados numa progressão aritmética, hoje são vendidos em todo o Brasil numa progressão geométrica. Ele conseguiu uma proeza inédita neste gênero: suas obras ultrapassaram centenas de edições. Atualmente, como autor, é uma unanimidade entre jornalistas, políticos, empresários, professores e líderes em geral.

A simplicidade de sua metodologia agradável para o grande público leitor é semelhante a atraente pintura, música, arquitetura e outras artes modernas, mas em cujos fundamentos encontramos as regras clássicas da antiguidade grega e romana. Os intelectuais de dois mil anos, ainda da renascença e dos últimos anos, foram assimilados pelo educador para poder cumprir suas obrigações em relação aos seus ouvintes e leitores e ele consegue o sucesso porque é um inteligente recriador, obediente ao binômio 'tradição e renovação'. Quando me perguntam nas entrevistas qual o segredo do mágico Polito, respondo: ele pensa principalmente em atender os interesses urgentes de seus alunos e depois conduzi-los a elucubrações superiores. Segue também a máxima latina: 'suprimida a causa, desaparece o efeito'.

O nosso afilhado também lembra o século de Péricles, quando o imortal ateniense pregava que o homem deve ser honrado por seus atributos e assim se expressava: 'Há homens que nascem com grandezas humanas e, sendo dignos delas, serão sempre respeitados. Um segundo tipo herda da sociedade, da escola outras grandezas e também consegue o respeito, e há um terceiro que não nasce e não herda e assim mesmo conquista grandezas'. Para nosso privilégio, Polito é resultado das três causas.

Durante as aulas, que durante muitos anos ministrei no curso de Formação de Professores de Oratória, sempre pedia aos participantes que falassem dos mais famosos mestres da comunicação oral da História. Das dezenas de exposições, três modelos eram lembrados, por diferentes motivos:

Isócrates, que sabia realmente ensinar eloquência, retórica e outros pontos da oratória, mas não era tão eficiente ao falar em público e por isso lhe perguntavam: 'Isócrates, como tendes coragem de lecionar para formar oradores se quando falas és um fracasso?', e ele em seguida respondia: 'Sou como a pedra de afiar, que não corta, mas faz com que muitos ferros cortem'. 
Demóstenes, que todos valorizavam porque sabia falar e escrever com perfeição, atingindo o sublime, mas não formava alunos a sua semelhança. 
O romano Cícero, tido como o ideal, porque sabia falar, escrever e ensinar. 
Este livro honra Cícero, sem desmerecer os anteriores em seus aspectos positivos.

Recentemente, além das homenagens de seus alunos, jornalistas, professores e da sociedade em geral, tive o privilégio de assistir a várias exaltações deste autor. A respeitável e rigorosa Academia Paulista de Educação o elegeu para ser um dos quarenta membros titulares. Uma outra consagração ocorreu no amplo auditório lotado da Câmara Municipal de São Paulo, quando recebeu dos vereadores paulistanos a honra de cidadão honorário da maior cidade da América Latina. Finalmente, agora, além das palestras e conferências que realizou em outros países, Polito ultrapassa as nossas fronteiras também com seus livros, dando assim mais uma vez o testemunho evangélico cristão: 'Se há alguém superior dentre vós, que seja para servir'.

Oswaldo Melantonio
Considerado durante 50 anos como o mais importante Professor de Comunicação Verbal do Brasil, Oswaldo Melantonio lecionou Oratória nas 27 capitais do Brasil e nas maiores cidades da América Latina. Sua vida é o romance da comunicação oral. Foi, em nossa história, quem mais formou professores de Oratória Formal e Informal. Em mais de meio século, criou métodos e processos de ensino pioneiros no Brasil, que foram aplicados em outros países. Muitos conceitos deste livro tiveram origem nos ensinamentos deste extraordinário mestre.