Curso de Expressão Verbal

Cursos para Procuradores do Distrito Federal

Procuradores avaliam positivamente o Curso de Oratória do Instituto Reinaldo Polito

A primeira turma do Curso de Oratória do Instituto Reinaldo Polito, destinado aos procuradores do Distrito Federal, encerrou nesta terça-feira, 24 de maio. Requerido pela Associação dos Procuradores do DF e contratado pelo Fundo Pró-Jurídico, o treinamento contou com palestras do professor na área de oratória há 35 anos, com 19 livros publicados e mais de um milhão de exemplares vendidos, Reinaldo Polito.
O professor explica que os procuradores têm necessidade de saber falar bem em determinadas circunstâncias. “Seja nas reuniões internas ou no relacionamento com o público externo, eles precisam de uma comunicação bem desenvolvida, inclusive em suas sustentações orais”, justifica. Segundo ele, o curso foi proveitoso tanto para os procuradores que já produziram suas próprias técnicas como para os iniciantes. “Mesmo aqueles que já têm experiência, com algumas orientações, a comunicação pode ser aprimorada facilmente. Para os iniciantes, é necessária uma orientação completa, na sua maneira de se posicionar, na linguagem adequada ao ambiente, na estruturação do pensamento, na organização da fala, na utilização dos argumentos. São apresentadas técnicas de improvisação, de leitura, de utilização de recursos de apoio ao fazer uma apresentação, entre outras”, esclarece o professor.

Para o procurador Carlos Augusto Valenza Diniz, a participação foi de grande relevância para a carreira. “A atividade de procurador exige isso dele, na hora de despachar com o juiz, na hora de fazer sustentação oral nos tribunais. Os procuradores são sempre chamados para participar de reuniões na Administração Pública, para explicar sobre os processos, sobre a matéria, além de serem chamados pela imprensa para entrevistas”, explica.

Carlos Augusto ressalta também a experiência do palestrante, Reinaldo Polito: “é um grande especialista, com 35 anos na área. Ele promove treinamento em grandes empresas e, portanto, tem uma experiência muito interessante nessa questão”. O procurador comenta o treinamento, realizado durante dois dias, com dinâmicas em grupo e apresentações dos participantes que, filmadas, eram posteriormente avaliadas pelo palestrante.

“Ele ensina técnicas de postura, de utilização da palavra e de gestos, de como usar o microfone. Ensinou também a como organizar palestras, fazer sustentação oral, como cativar o público para o qual você está falando. Eu acho até que tinha que ampliar esse treinamento”, conclui Carlos Augusto.

O procurador Leandro Zannoni compartilha da mesma opinião. “Achei ótimo, acho que o resultado esperado está sendo alcançado. Acho que tem um enfoque jurídico que nos prepara para falar em tribunais. Todos que participaram acham que melhoraram na questão de postura”, afirma. Para ele, treinamento como este faz parte do aperfeiçoamento da expressão verbal do servidor.

A segunda turma do curso será realizada nesta quarta e quinta-feira, dias 25 e 26 de maio, das 8h30 às 18h30, com intervalo para almoço e dois coffee breaks. A Associação está responsável pelas despesas de deslocamento dos professores, lanches e locação de espaço e equipamentos.
  

http://www.apdf.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=128:procuradores-avaliam-positivamente-o-curso-de-oratoria-do-instituto-reinaldo-polito&catid=18:noticias&Itemid=36http://www.apdf.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=128:procuradores-avaliam-positivamente-o-curso-de-oratoria-do-instituto-reinaldo-polito&catid=18:noticias&Itemid=36