Curso de Expressão Verbal

Entrevista CEAT

21.02.2011

Centro de atendimento ao trabalhador
Américo Brasiliense

Veja o que acontece no momento da entrevista de emprego
Em entrevista você está na vitrine!

Quando um jovem participa de um processo seletivo para uma vaga de trabalho, no momento da entrevista sabe que está concorrendo com outros candidatos, tão bons ou melhores do que ele. Como disputar, então, com chances de ficar com a vaga?

Reinaldo Polito, considerado por empresários, executivos e jornalistas como o mais qualificado e respeitado profissional de comunicação verbal do Brasil, garante que para se ter sucesso nas participações em público são importantes os seguintes quesitos:

• Seja natural. Não tente ser artificial. A artificialidade denota algo falso, que se quer esconder alguma coisa. Numa entrevista, essa postura é desclassificatória.
•  Fale sobre aquilo que sabe. Quando falar, demonstre conhecimento de causa, firmeza e clareza. Não invente e, especialmente, jamais use uma mentira. A mentira queima o filme. Se não souber utilize um excelente mecanismo de resposta: seja sincero e diga que não sabe.
•  Jamais seja presunçoso, arrogante, tímido ou metido a engraçado. Segure a onda, nada agregará ao resultado final assumir um desses papéis. Derruba qualquer chance que o candidato possua.
• Demonstre interesse e atenção à entrevista. Pergunte o que não entender e faça a conversa rolar. Considere, entretanto, que você é o entrevistado. Não assuma o comando da conversa, mas, pergunte o que entender ser necessário.
• A postura gestual deve ser condizente ao momento. Não se apresente como se fosse um maestro, movimentando os braços parecendo querer orquestrar uma sinfonia de Beethoven. E nem assuma postura de 'coitadinho de mim', com mãos postas entre pernas e o olhar de 'o mais esquecido dos justos'. Os gestos e o olhar devem demonstrar segurança, confiança, coragem e determinação. Não há lugar no mundo corporativo para pessoas que apresentem atitudes negativas, como insegurança, falta de confiança em si mesmo, covardia e fraqueza de objetivos e de ânimo.

Quanto à apresentação pessoal, todos os detalhes são importantes e é onde mais se erra. Cuidados com o vestuário, acessórios, higiene e educação precisam ser observados.

Realizar uma entrevista para emprego mascando chiclete, usando óculos escuros, piercing, brincos para homens e brincos exagerados para mulheres, barba por fazer, cabelo mal cuidado ou desarrumado ou, ainda, exoticamente penteado, representam perigo iminente.

Exagero na maquiagem, roupas muito curtas para mulheres e desalinhadas para os homens, tatuagens explícitas, em especial no rosto, pescoço, mãos e cabeça e bermudas ou camisetas regata surgem em entrevistas e reprovam.

Por desleixo, descompromisso ou ingenuidade, muitos candidatos se apresentam assim, deixando imagem negativa e, com isso, não aproveitados para a vaga disputada.

Podem parecer óbvias essas recomendações, entretanto, chega a ser muito preocupante verificar o número de candidatos que não atentam ou não 'se ligam' nesses pontos quando estão lutando por uma oportunidade no restritivo e cada vez mais exigente mercado de trabalho.

De outro lado, muitos esquecem que estão concorrendo com outros candidatos e qualquer detalhe pode ser motivo de vitória ou de perda da vaga, não havendo 'repeteco' de entrevista para acertar. É preciso fazer certo na primeira vez.