Curso de Expressão Verbal

Falar é exercício - Revista Agitação - abr/00

Falar é exercício

É na vida escolar que o estudante apresenta trabalhos e projetos, numa oportunidade diária de exercitar sua comunicação verbal. O professor Reinaldo Polito, que há 25 anos mantém o Curso de Expressão Verbal e figura na lista dos livros mais vendidos com duas obras: 'Como falar corretamente e sem inibições', 83ª edição e 'Assim é que se fala', ambos da Editora Saraiva, acredita que esse caminho ajuda a adquirir confiança em si e na vida.

Ferramenta profissional
'Falar bem é cuidar do marketing pessoal. Se no passado a comunicação verbal era imprescindível para profissionais como o advogado e o político, hoje transformou-se em ferramenta não só para ingressar na vida profissional como fazer carreira dentro da empresa', acredita Polito, que chama a atenção para a importância de se tomar a iniciativa na hora de apresentar um trabalho escolar. Neste caso, o estudante ganha experiência que lhe será muito útil no futuro. Ler livros sobre o tema ou participar de cursos de expressão verbal também são alternativas que podem oferecer bons resultados, afirma Polito. Ele dá algumas dicas que ajudam o aluno a treinar a comunicação verbal. 'Ao falar, o estudante pode treinar a correta pronúncia das palavras, o volume de voz adequado à platéia para quem fala e a velocidade, que pode ser alternada para prender a atenção das pessoas', explica.
Ele destaca também a importância de usar o vocabulário adequado, segundo o público a quem se dirige, evitando vícios de linguagem, gírias e palavrões. A expressão corporal precisa ser impecável, segundo ele, seja sentado ou em pé, não gesticulando nem de mais ou de menos ou fazendo caretas. Polito ressalta, ainda, a importância de conduzir a fala para ter começo, meio e fim do pensamento, prendendo assim a atenção das pessoas e saindo-se bem na comunicação verbal, um treino valioso para a futura vida profissional.