Curso de Expressão Verbal

Reinaldo Polito desmistifica mito: falar em público não é dom, é treino! Portal Administradores jun/10

 

Reinaldo Polito desmistifica mito: falar em público não é dom, é treino!

Veja entrevista exclusiva com um dos mais renomados especialistas em oratória do Brasil ao Portal Administradores e aprenda técnicas de apresentação

Fábio Bandeira de Mello, www.administradores.com.br, 


Não é toda pessoa que tem facilidade para se apresentar em público. Pode dar aquele "friozinho na barriga" ou um verdadeiro "branco" na hora de proferir o discurso. Tem aqueles que ficam tão vermelhos de vergonha que até parecem que vão explodir. Algumas vezes acontece também do apresentador olhar para o público e ver o semblante de desinteresse no rosto das pessoas que o assistem. Mas o que há de errado? É possível reverter essa situação? O que deve ser feito para melhorar a apresentação?

Em entrevista exclusiva aowww.administradores.com.br , Reinaldo Polito, um dos mais renomados especialistas em oratória do Brasil, além de professor, palestrante e escritor, nos conta que com bastante treino e vontade é possível sim reverter esse quadro de exposições ruins e fazer boas apresentações.

 

Reinaldo PolitoPara esse momento, Polito destaca o bom humor, o carisma e a expressão corporal como boas formas para conseguir seduzir a plateia. Veja a entrevista completa com Reinaldo Polito e as dicas que o especialista deixa na hora das apresentações.

1 - Podemos dizer que todo bom orador (palestrante) apresenta como característica carisma e bom humor em suas apresentações ou não há essa semelhança?

Sem dúvida um bom orador precisa ser carismático, bom contador de histórias e bem-humorado. Há exceções que até servem para confirmar a regra, mas, em quase todos os casos, esses são ingredientes fundamentais para o sucesso na comunicação.

Não conheço nenhum palestrante de agenda lotada que não possua essas qualidades oratórias. Cada um, a sua maneira, contam histórias, brincam com a plateia e seduzem os ouvintes com seu jeito de ser.

Embora o conteúdo seja importante, de nada adiantaria conhecer o assunto se não fossem esses ingredientes que projetam e marcam a imagem do orador.

2 - Entre as técnicas para falar em público, qual você apontaria como fundamental ou que não pode faltar em uma apresentação?

Além de ser bom contador de história e bem-humorado, as técnicas mais importantes para falar em público são a concatenação lógica do raciocínio, a naturalidade, a emoção, a voz, o vocabulário e a expressão corporal.

O orador precisa saber como iniciar, preparar, desenvolver e concluir de maneira correta suas apresentações. Deve usar a voz de forma adequada, com bom volume, boa dicção e alternar o volume da voz e a velocidade da fala para imprimir sempre um ritmo agradável e motivador. O vocabulário precisa ser apropriado às características dos ouvintes. A expressão corporal de qualidade é aquela que produz gestos que acompanham bem o ritmo e a cadência da fala, sem falta e sem exageros.

3 – O presidente dos Estados Unidos Barack Obama, é um forte exemplo de orador pela forma que consegue transmitir e contagiar as pessoas que ouvem seu discurso. Em sua opinião o que faz suas apresentações despertarem tanta atenção nas pessoas?

Barack Obama sabe como poucos adaptar a maneira de transmitir a mensagem de acordo com os anseios dos ouvintes. Esse entendimento que tem sobre as aspirações das pessoas e a capacidade de transmitir as informações levando em conta a circunstância que a cerca faz do presidente americano um orador excepcional.

Sempre elegante, usando a energia e a emoção na medida certa, com voz pausada e raciocínio lógico e bem estruturado é um orador que conquista e seduz as massas.

4 - Existe algum outro orador que você destacaria como importante nome que sabe se apresentar e lidar com tamanha facilidade e competência?

O presidente Lula também possui muita facilidade para transmitir a mensagem de acordo com as características das plateias. Sua popularidade impressionante se deve muito à sua capacidade de comunicação. Incluo também nessa lista de grandes oradores o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, um dos mais competentes que já vi em ação. Entretanto, a grande novidade da oratória no Brasil nas últimas décadas é Roberto Jefferson. Depois que se projetou com seus discursos contundentes recebi inúmeros alunos pedindo para falar com a mesma qualidade e eloquência desse orador.

5 - Que dicas você daria para as pessoas que tem que se apresentar em público, mas tem vergonha, ou para aqueles que querem melhorar sua forma de se expressar diante de outras pessoas?

Para ficar mais segura diante do público a pessoa deve seguir as seguintes recomendações:

- conhecer o assunto com profundidade.

- saber como iniciar, preparar, desenvolver e concluir suas apresentações.

- praticar bastante – o máximo que puder.

- identificar as próprias qualidades de comunicação. Saber se é bem-humorado, se sabe contar histórias, se tem presença de espírito, bom vocabulário, boa voz, elegância com a postura etc.

Quanto mais se conhecer pelo lado positivo, mais segura será. Deve também investir para corrigir suas falhas. Um bom curso de expressão verbal e a leitura de livros sobre o assunto ajudam bastante.