< Página Anterior

03 jul 2018

Ajude o ouvinte a entender a mensagem

por Reinaldo Polito

De nada adiantaria desenvolver seus argumentos de maneira brilhante e com toda correção técnica se as pessoas não compreenderem bem suas intenções. Por isso, após transmitir uma informação para os ouvintes, certifique-se de que eles conseguiram compreender bem a mensagem. Se for necessário ajudá-los a entender melhor as informações, você poderá fazer uso das ilustrações. Ilustrar significa esclarecer, elucidar, iluminar, tornar claro o que foi informado. É uma história que pode ser real ou criada, inventada para possibilitar às pessoas que compreendam com mais facilidade a mensagem. Servem como ilustração fábulas, parábolas ou ainda histórias verdadeiras, como os exemplos. Em apresentações técnicas, em que se exige maior objetividade das informações, é recomendável o uso de exemplos como ilustrações, pois, além de auxiliarem o ouvinte a compreender melhor a mensagem, por nascerem da própria matéria, funcionam também como argumento e, por isso, são mais apropriados para apresentações que devam ser concisas, objetivas.

Só para esclarecer melhor o que estou dizendo, imagine que tenha terminado de transmitir um assunto técnico para um grupo de pessoas que desejam objetividade, e, pela reação dos ouvintes, você perceba que ainda não compreenderam bem as informações. Para ajudá-las a entender melhor o que acabou de comunicar, você conta uma fábula, uma história inventada apenas para servir como ilustração. Ótimo, agora sim ficou claro para eles. Por causa da ilustração, conseguiram compreender suas informações. Só que, como a história foi inventada, fantasiosa, eles irão criticá-lo por ter sido supérfluo, prolixo e sem objetividade. Se, no lugar da fábula, tivesse usado um exemplo como ilustração, eles teriam compreendido da mesma maneira e não o teriam criticado por não ser objetivo.
A ilustração pode ser utilizada para facilitar o entendimento de todos os ouvintes, entretanto, ajuda ainda mais as pessoas de baixo nível cultural que, quase sempre, encontram maior dificuldade para acompanhar raciocínios mais complexos. Diante de ouvintes com essas características, atingem o mesmo objetivo também as metáforas, pois ao mostrar antes uma informação conhecida facilitarão o entendimento da mensagem ainda desconhecida.

No momento de escolher uma história para usar como ilustração, tome cuidado com aquelas utilizadas com freqüência por palestrantes e conferencistas, pois por serem muito conhecidas, ao invés de tornar clara sua mensagem, poderão tirar o interesse da platéia. Prefira histórias inéditas, que surjam espontaneamente nas suas leituras e conversas. A não ser que julgue imprescindível, evite usar histórias que enalteçam sua própria imagem ou de pessoas do seu relacionamento, como esposa, marido e filhos. Outro cuidado importante é evitar o uso excessivo de ilustrações, porque além do risco de se mostrarem mais importantes do que a própria mensagem, poderão prejudicar o interesse das pessoas.
Esses e outros conceitos são desenvolvidos no curso de expressão verbal ministrado pelo Professor Reinaldo Polito.
Escolha o mais apropriado para você – Cursos

“Terminantemente proibida a reprodução sem autorização expressa do autor”

Integer ultrices pulvinar sem et lacinia. Mauris sed magna nibh. Suspendisse vestibulum dui libero, sit amet feugiat velit iaculis vel. Aliquam fermentum id ipsum congue facilisis. Aliquam ac nisl diam. Praesent ac euismod diam. Duis nec lorem efficitur, malesuada orci at, dictum libero. Mauris congue suscipit dolor, id auctor ligula lobortis a.

Deixe uma resposta

AULA DE APRESENTAÇÃO GRATUITA