< Página Anterior

04 abr 2018

Aprenda a ouvir e melhore de vida

Haja paciência para escutar o que alguns chatos nos dizem! Falam pelos cotovelos e, no fim, por mais que você esprema as palavras, não sobra nada. A conseqüência grave dessa história toda é corrermos o risco de generalizar e nos fecharmos para quase todos aqueles que desejam falar conosco.

Embora muita gente fale bastante sem dizer nada, nem todo mundo é assim. Na verdade, o problema está também na outra ponta.  A maioria efetivamente não sabe escutar. Pesquisas recentes realizadas por Larry Barker apresentam resultados impressionantes.

Segundo seus estudos, de maneira geral, usamos apenas 25% da nossa capacidade de audição, e depois de dois meses, se a comunicação for de muito boa qualidade, do total ouvido só 25% serão lembrados. Ou seja, além de ouvirmos mal, nossa memória auditiva também não é lá uma maravilha.

Por isso, se você quiser crescer, prosperar, ser vitorioso nas relações sociais e na carreira profissional vai precisar aprender a ouvir melhor. Veja como pode ser simples aprimorar a habilidade de ouvir e descubra os benefícios e vantagens que irá obter.

Para alguns autores há diferença entre ouvir e escutar. Ouvir é apenas uma atividade biológica, que não exige maiores esforços do nosso cérebro, enquanto que escutar pressupõe um trabalho intelectual, pois após ter ouvido, é preciso interpretar, avaliar e reagir à mensagem.

Como nem entre esses estudiosos há consenso, pois o que para uns é ouvir, para outros é escutar, e vice-versa, vamos desconsiderar essa polêmica.  Independentemente do termo empregado, para a nossa análise vamos levar em conta a atividade da audição que põe o cérebro para funcionar e agir.

Por que temos dificuldade para escutar.

Velocidade em descompasso – Diferentes estudos mostram que o nosso pensamento trabalha numa velocidade quatro vezes mais rápido do que as palavras transmitidas oralmente.

Por esse motivo, às vezes, temos dificuldade de concentração. A pessoa precisa de 1 minuto inteiro para expressar o que podemos compreender em 15 segundos.

Sobram, portanto, 45 segundos para voar com o pensamento ocioso. Depois de algum tempo, podemos ficar entediados e em muitas situações deixamos de escutar o que estão falando.

Talvez essa diferença entre a velocidade do pensamento e das palavras ajude a explicar também porque a maioria das pessoas sente muito mais prazer em falar do que em ouvir.

Ouvidos interesseiros – Nossa audição é seletiva. De maneira geral, prestamos atenção nas informações que favorecem a nossa causa e os nossos interesses, e nos afastamos das mensagens que julgamos desfavoráveis aos nossos anseios.

Prejulgamos e distorcemos – Quando ouvimos uma mensagem que contraria a nossa forma de pensar iniciamos um processo defensivo onde passamos, mentalmente, a debater as idéias contrárias, criticando as informações já transmitidas e procurando antecipar e resistir às novas mensagens.
O ambiente distrai – Todos os elementos e fatos que estão à nossa volta podem interferir na concentração. O ranger das cadeiras, a temperatura, uma pessoa tossindo, as máquinas que fazem barulho fora da sala podem desviar nossa atenção.

Escutar dá trabalho – Já vimos que escutar exige uma atitude ativa, concentração e esforço intelectual. Ocorre, entretanto, que a maioria de nós prefere ouvir de maneira passiva, sem analisar ou interpretar o que está sendo falado.

Por que escutar melhor

Agora que já vimos alguns dos motivos que nos levam a ouvir mal, vamos analisar por que é importante escutar. Só o fato de saber que muito do que conhecemos foi aprendido ouvindo as pessoas já justificaria mais dedicação para escutar melhor.

Pesquisa revelada por S. Moss e S. Tubbs revela como dividimos o tempo em que passamos acordados – 17% lendo, 16% falando, 14% escrevendo e 53% ouvindo. Não é difícil deduzir as vantagens que obteríamos se aproveitássemos melhor todo esse tempo desperdiçado.

A maneira como escutamos pode interferir de forma decisiva no sucesso profissional e na qualidade do nosso relacionamento pessoal. As pessoas que têm dificuldade para escutar apresentam baixa produtividade no trabalho e dificuldade para se relacionar.

Se você tiver de se submeter a um processo de seleção de emprego, por exemplo, o fato de saber escutar irá se constituir num importante diferencial para perceber, de maneira correta, quais são as intenções da empresa e o que ela espera de você.

Como escutar melhor.

Para aprimorar a habilidade de escutar dedique-se à prática de algumas regrinhas muito simples e que dão excelente resultado:

Entenda antes de interpretar ou criticar – O primeiro passo para escutar melhor é refrear a tendência de interpretar ou criticar uma mensagem, antes mesmo que ela tenha sido concluída ou perfeitamente entendida.

Meça a sua compreensão – Pelo fato de termos, de maneira geral, uma audição passiva, quase sempre não nos preocupamos em saber quanto do que ouvimos efetivamente conseguimos lembrar. Um bom exercício para escutar melhor é procurar lembrar quais as informações que ouviu e quanto da mensagem conseguiu guardar.

Faça anotações – Um bom método para se concentrar nas informações que ouve é fazendo anotações dos tópicos que julgar mais importantes. É evidente que esse exercício deverá ser reservado para a participação em palestras, aulas e reuniões.

Saia um pouco de si mesmo – De maneira geral, ficamos tão preocupados conosco que acabamos nos esquecendo de que as outras pessoas necessitam ser reconhecidas e consideradas. Por isso, para melhorar sua capacidade de escutar, procure aceitar as pessoas como elas são e não como você gostaria que fossem.

Reconheça que existe a possibilidade de estar enganado em algumas opiniões e dê um voto de confiança para a maneira de pensar dos outros. Prepare-se para se empenhar nessa empreitada porque, com freqüência, poderá ficar tentado a desistir e se voltar novamente para si mesmo.

Não interrompa – Quando alguém estiver falando tente não interromper. A pessoa não irá ouvi-lo, pois ainda estará preocupada com o que teria a dizer. A pessoa que ouve pode ser mais bem vista do que a que fala.

 

Superdicas da semana:

– Faça o teste que está no meu site no final do texto – “Analise sua capacidade de ouvir”

– Esteja consciente de que se escutar melhor só terá benefícios na vida

– Procure não julgar ou criticar o que uma pessoa tem a dizer antes de ouvi-la

– Depois de falar com alguém revise os pontos mais importantes da conversa

– Anote as informações relevantes de palestras, aulas e conferências para se concentrar

– Faça o possível para levar em conta outras opiniões. Você pode estar enganado.

 

Livro de minha autoria que trata desse tema: “Assim é que se fala – como organizar a fala e transmitir idéias”, publicado pela Editora Saraiva.

 

Integer ultrices pulvinar sem et lacinia. Mauris sed magna nibh. Suspendisse vestibulum dui libero, sit amet feugiat velit iaculis vel. Aliquam fermentum id ipsum congue facilisis. Aliquam ac nisl diam. Praesent ac euismod diam. Duis nec lorem efficitur, malesuada orci at, dictum libero. Mauris congue suscipit dolor, id auctor ligula lobortis a.

Deixe uma resposta

AULA DE APRESENTAÇÃO GRATUITA