< Página Anterior

22 abr 2019

Meu aluno Eduardo Matarazzo Suplicy

Por Reinaldo Polito*

Ao longo da minha carreira como professor de expressão verbal já preparei mais de 30 mil alunos para falar em público. Muitos foram marcantes, mas nenhum superou a passagem do Senador Suplicy. A história é muito curiosa. O jornalista Humberto Werneck fez uma extensa entrevista comigo para a revista playboy. Na sua matéria de sete páginas ele pediu que eu avaliasse a comunicação de algumas personalidades. Entre elas incluiu o Senador Eduardo Matarazzo Suplicy. Com certeza pelo fato de saber que o líder petista falava mal. Eu disse exatamente o que pensava – Suplicy tinha voz bonita, era elegante, culto, mas falava sem nenhuma objetividade. Complementei dizendo que se ele fosse para o meu curso resolveria o problema em apenas seis horas. Um ano depois o Senador me procurou perguntando se a oferta ainda estava em pé. Marcamos o início do treinamento para a mesma semana. No primeiro exercício pedi que ele falasse sobre o seu programa de renda mínima durante três minutos. Ele levou 48 minutos para abordar o assunto. Fui mostrando a ele como seria possível transmitir a mesma mensagem, praticamente sem nenhum prejuízo do conteúdo, em 30 minutos, depois em 20, em seguida em 10, até chegar aos três minutos. Ao perceber que era possível falar quase tudo o que precisava em três minutos passou a adotar esse tempo nas suas apresentações.

Assim, ele que sempre foi apontado como um dos piores oradores do Brasil, começou a ser elogiado pela objetividade, emoção e envolvimento com que transmitia suas mensagens. Junto com a Professora Marlene Theodoro, diretora do Núcleo Escola de Inglês de Araraquara, preparei Suplicy para fazer conferências em inglês, como por exemplo na Alemanha. Um sucesso com sua comunicação também no exterior.

Hoje recebo telefonemas de emissoras de rádio e televisão de todo o país querendo saber que milagre foi esse com o Senador que agora está falando tão bem. A resposta é simples – Suplicy teve a humildade de reconhecer que possuía uma deficiência e de maneira disciplinada procurou se aperfeiçoar. Um excelente exemplo de como todos nós podemos sempre superar nossas dificuldades e sermos ainda melhores.

Integer ultrices pulvinar sem et lacinia. Mauris sed magna nibh. Suspendisse vestibulum dui libero, sit amet feugiat velit iaculis vel. Aliquam fermentum id ipsum congue facilisis. Aliquam ac nisl diam. Praesent ac euismod diam. Duis nec lorem efficitur, malesuada orci at, dictum libero. Mauris congue suscipit dolor, id auctor ligula lobortis a.

Deixe uma resposta

AULA DE APRESENTAÇÃO GRATUITA