< Página Anterior

04 abr 2018

Nas reuniões fale em alto e bom tom

Talvez não haja local mais apropriado para você falar de suas realizações e demonstrar sua competência que nas reuniões http://economia.uol.com.br/planodecarreira/artigos/polito/2007/11/12/ult4385u40.jhtm . Independentemente de você expor ideias, planos ou projetos http://economia.uol.com.br/planodecarreira/artigos/polito/2007/03/30/ult4385u8.jhtm aos subordinados, pares ou superiores hierárquicos são essas ocasiões as mais propícias para que conheçam seu desempenho profissional.

 

Entre os requisitos importantes para que possa ter boa participação nas reuniões podemos mencionar: correta ordenação do pensamento, linha de argumentação consistente, vocabulário técnico adequado à compreensão dos demais participantes http://economia.uol.com.br/planodecarreira/artigos/polito/2007/03/02/ult4385u4.jhtm , conhecimento das características do grupo http://economia.uol.com.br/planodecarreira/artigos/polito/2009/04/06/ult4385u104.jhtm e o tipo de objeções que poderão manifestar.

 

Dependendo do tipo de apresentação que tenha de fazer, considerando ainda a complexidade do tema e o tempo necessário para a exposição, é recomendável também a utilização de recursos audiovisuais http://economia.uol.com.br/planodecarreira/artigos/polito/2008/11/24/ult4385u90.jhtm que destaquem as informações relevantes, facilitem o acompanhamento do raciocínio e permitam a retenção da mensagem por tempo mais prolongado.

 

De nada adiantará, entretanto, considerar todos esses aspectos que, de maneira geral, consomem muito tempo de preparação e exigem até gastos elevados, se você não levar em conta um item que, apesar de não consumir tempo nem dinheiro, acaba sendo negligenciado por alguns profissionais: o volume da voz.

 

Talvez você queira até me censurar nesse momento: “não é possível que o Polito esteja querendo me chamar a atenção para o volume da voz diante de tantos pontos mais importantes para que alguém tenha sucesso nas reuniões”. Pois é, exatamente por parecer insignificante diante de tantos aspectos já mencionados que o volume da voz, às vezes, não recebe a atenção devida.

 

Assim que você chegar ao local da reunião avalie as condições da sala para que sua voz seja bem ouvida por todos os participantes. Depois de o profissional adquirir alguma experiência bastará uma rápida olhada no ambiente para saber como deverá se comportar.

 

Observe a acústica da sala e a distância que ficará dos últimos ouvintes. Esses devem ser os primeiros detalhes a ser avaliados. Você não poderá sussurrar em salas amplas, destinadas às grandes reuniões, pois correrá o risco de não ser ouvido, como também não poderá falar aos gritos diante de pequenos grupos, já que nesse caso as pessoas poderiam se sentir agredidas.

 

Já que estamos falando no tamanho e na acústica da sala, para que você possa determinar o volume adequado da voz é importante saber se terá ou não à sua disposição microfone com aparelhagem de som. De maneira geral, em reuniões nas empresas, que contam com número pequeno de participantes, o microfone é dispensável. Em ambientes maiores, com a presença de mais de 50 participantes, o microfone pode ser útil.

 

Para usar bem o microfone posicione-o um pouco abaixo da boca, mais ou menos na altura do queixo. Assim aproveitará de forma correta o campo de ganho de som e não esconderá o semblante atrás do aparelho. Você irá se afastar ou se aproximar do microfone de acordo com a sensibilidade do aparelho.

 

Sempre que virar a cabeça de um lado ou de outro mantenha a boca na direção do microfone. Para não errar basta seguir essa sugestão simples: fale sempre olhando sobre o microfone. Se agir com naturalidade, ninguém irá notar que você está de propósito se valendo de técnicas.

 

Observe as condições do ambiente. Verifique também se a sala possui carpetes e cortinas que podem abafar o som. Nesse caso você já saberá que precisa falar um pouco mais alto. Se há janelas abertas com ruídos externos. Nesse caso se será possível ou não fechá-las. Ou, se o ar condicionado é barulhento. Se a porta da sala permanece aberta com pessoas passando com frequência no local.

 

A partir dessas observações você irá determinar o volume de voz adequado para a reunião. A experiência demonstra que, se você falar um pouco mais alto do que seria suficiente para que as pessoas ouvissem, irá demonstrar mais envolvimento e disposição na defesa de suas ideias. Tomando sempre o cuidado, lógico, para não exagerar.

 

Com essas precauções com relação ao volume da voz você irá valorizar ainda mais todos os outros aspectos envolvidos na reunião e ampliará suas chances de sucesso. Passe a observar o comportamento de outros profissionais quando se apresentam nas reuniões. Você irá constatar como o volume da voz é importante no resultado das exposições.

 

 

Superdicas da semana:

_ Observe bem os detalhes da sala de reunião para adequar o volume da voz

– Avalie a acústica da sala e a que distância ficará dos últimos ouvintes

– Veja se no local há muito carpete e cortinas que abafam o som

– Em grandes ambientes use o microfone

– Fale um pouco mais alto do que seria suficiente para as pessoas ouvirem.

 

Por favor, pôr nos itens abaixo os mesmos links do texto anterior.

Se desejar conhecer outras dicas de comunicação entre no meu site
Atenção – de 29 de agosto a 19 de setembro, vou ministrar aulas de apresentação gratuitas para apresentar meu novo curso. Inscreva-se

 

Livros de minha autoria que tratam desse tema: “Como falar corretamente e sem inibições”, “A influência da emoção do orador” e “Superdicas para falar bem” (também em audiolivro), publicados pela Editora Saraiva.

 

 

 

 

Integer ultrices pulvinar sem et lacinia. Mauris sed magna nibh. Suspendisse vestibulum dui libero, sit amet feugiat velit iaculis vel. Aliquam fermentum id ipsum congue facilisis. Aliquam ac nisl diam. Praesent ac euismod diam. Duis nec lorem efficitur, malesuada orci at, dictum libero. Mauris congue suscipit dolor, id auctor ligula lobortis a.

Deixe uma resposta

AULA DE APRESENTAÇÃO GRATUITA