< Página Anterior

04 mar 2018

Sucesso pela credibilidade

Vamos imaginar que você tivesse de conversar  com uma pessoa para tratar de negócios relevantes ou precisasse fazer a exposição de um projeto que exigiu meses de pesquisa, análise e envolvimento seu e da sua equipe.

São momentos como esses que podem determinar o futuro de um empreendimento ou escrever a história da reputação de um profissional. Por isso, como em situações semelhantes a essas você não pode vacilar, provavelmente, iria se preparar de maneira bastante criteriosa para ser muito bem-sucedido no resultado da apresentação.

Você faria um bom planejamento de todas as etapas do processo de negociação e organizaria cada um dos passos da exposição do projeto. Capricharia na roupa, nos recursos audiovisuais e em todos os componentes logísticos exigidos. Está mais do que provado que a falta de preparo quase sempre é um dos caminhos mais curtos para o fracasso do orador.

Entretanto, todo esse planejamento criterioso terá pouco valor se você não estiver de posse de um atributo que sobrepuja todos os outros aspectos da comunicação: a credibilidade.

O bom resultado de uma apresentação depende principalmente da credibilidade. Em todas as circunstâncias a confiança é a chave que abrirá as portas para o sucesso na arte de falar.

Seja em simples conversas com uma ou duas pessoas,  em palestras diante de plateias numerosas, ou em exposições de produtos ou projetos para grupos  de clientes, fornecedores, ou funcionários da mesma empresa, você só se  tornará vitorioso se os ouvintes acreditarem na sua mensagem.

Para que você possa conquistar credibilidade na comunicação e ser bem-sucedido em situações como essas que acabamos de idealizar, entre os diversos requisitos a serem considerados quatro são essenciais: naturalidade, emoção, demonstração de conhecimento e coerência.

Naturalidade

A naturalidade não pressupõe necessariamente a participação do erro, do defeito, do deslize. Entretanto, é preferível que você até cometa erros técnicos de comunicação, mas se apresente de maneira natural, do que estar amparado por uma técnica correta, mas falando de forma artificial.

Se você errar na técnica, mas conseguir se expressar com naturalidade, os ouvintes ainda poderão confiar na sua mensagem. Por outro lado, se você acertar na técnica, mas se apresentar com artificialismo, dificilmente a platéia acreditará em suas intenções.

Por isso, as técnicas de comunicação só serão convenientes se elas se integrarem de forma espontânea ao seu estilo, às suas características e à sua maneira de ser.

Emoção

Se na mesa de negociação ou na reunião apresentando o projeto você falar apenas com naturalidade, as possibilidades de se sair bem serão limitadas, pois com esse comportamento só irá passar as informações para os ouvintes.

Para ter credibilidade você não pode apenas falar por falar. Ao expor um assunto para um grupo você precisará envolver as pessoas, fazer com que elas participem da sua causa, ajam de acordo com sua vontade.

Por isso, além da naturalidade, para que os ouvintes confiem em sua palavras e comunguem de suas idéias, você precisa se apresentar com energia, disposição, entusiasmo. Com emoção.

Se você não demonstrar envolvimento e interesse pelo assunto que se dispôs a transmitir, como poderá pretender que o público se envolva e se interesse pelo tema da sua apresentação?

Demonstração de conhecimento

Ter conhecimento sobre o assunto que irá comunicar é fundamental para suas pretensões de sucesso. Todavia, tão importante quanto dominar o tema é demonstrar que possui esse conhecimento.

Se você se apresentar de maneira tímida, hesitante, desconfortável, a platéia poderá julgar que essa falta de confiança e inabilidade para falar decorre do seu despreparo sobre a matéria, e que, portanto, não tem autoridade para tratar daquele assunto.

Por esse motivo, prepare-se para falar bem. Desenvolva e aperfeiçoe sua competência para falar em público. Faça um bom curso de expressão verbal, leia livros especializados em oratória, aproveite todas as oportunidades para falar diante das pessoas e adquira experiência.

Falando com desembaraço e desenvoltura você fará com que as palavras fluam com facilidade e essa segurança demonstrará também que o tema que expõe faz parte das suas pesquisas, da sua experiência, das suas atividades. Essa habilidade para falar em público creditará a autoridade que você precisa para conquistar a confiança das pessoas.

Coerência

Imagino que, assim como eu, você também anda meio desiludido com os políticos. Os últimos acontecimentos no Senado Federal foram desanimadores e até revoltantes.

Alguns políticos mentiram com tanto descaramento que, se ainda existisse alguma esperança de credibilidade, eles acabaram por sepultá-la de uma vez por todas.

Entretanto, não é esse o nosso tema. Só faço referência aos políticos como exemplo para o estudo da coerência.

Para ter credibilidade deve existir coerência entre o que  falamos e a forma como agimos. De nada adiantará, por exemplo, uma pessoa falar que o trabalho em equipe é importante se no dia a dia ela se mantiver isolada, distante, afastada do grupo de trabalho.

Por isso, uma mensagem só conquistará confiança se o seu comportamento corresponder ao que estiver transmitindo. Mesmo que a sua atitude não seja muito simpática, se o que fizer corresponder à sua pregação, haverá chance de obter credibilidade.

Se, ao contrário, você se mostrar generoso com as palavras e amável com as promessas, mas agir de maneira diversa, dificilmente alguém irá acreditar no que estiver comunicando.

Essa credibilidade com a comunicação é a conquista de uma vida inteira. Quando nos apresentamos diante das pessoas elas não nos avaliam apenas por aquele momento, mas sim por todo o passado que construímos com nossas ações.

 

Superdicas da semana:

– Fale em público com a mesma naturalidade como se comporta no dia-a-dia.

– Demonstre envolvimento e interesse pelo assunto que transmite.

– Mostre conhecimento pela habilidade como se apresenta.

– Seja coerente com seu discurso.

Livros de minha autoria que tratam desse tema: “Como falar corretamente e sem inibições” e “Seja um ótimo orador”, publicados pela Editora Saraiva.  

 

 

 

Integer ultrices pulvinar sem et lacinia. Mauris sed magna nibh. Suspendisse vestibulum dui libero, sit amet feugiat velit iaculis vel. Aliquam fermentum id ipsum congue facilisis. Aliquam ac nisl diam. Praesent ac euismod diam. Duis nec lorem efficitur, malesuada orci at, dictum libero. Mauris congue suscipit dolor, id auctor ligula lobortis a.

Deixe uma resposta

AULA DE APRESENTAÇÃO GRATUITA