< Página Anterior

03 jul 2018

Tudo bem explicadinho

por Reinaldo Polito

Um erro comum nas apresentações é o de desenvolver o assunto central, a mensagem principal, sem que os ouvintes estejam devidamente preparados para recebê-lo. Antes de expor um assunto você deverá sempre verificar até que ponto as pessoas conhecem sobre as informações que irá transmitir. Todos os dados que puderem auxiliar os ouvintes para que entendam bem a mensagem deverão ser antes comunicados. Conforme vimos nas últimas semanas, se você tiver de dar a solução a um problema, conte antes qual é o problema. Se tiver de falar sobre um assunto novo, atual, faça antes um retrospecto, fale um pouco do passado para que compreendam com mais facilidade o presente. Hoje, vou mostrar como você poderá agir para facilitar o entendimento dos ouvintes quando desejar explicar os detalhes para uma solução dada.
Imagine que todos os departamentos de sua empresa estejam devidamente informatizados, mas que há um setor ainda controlado na cadernetinha. Lógico que há muitos anos esse tipo de controle já não funciona nem ao menos para organizar os pequenos botecos da periferia. Por isso, você resolve abrir a burra, soltar a mão de reumatismo e investir em equipamentos que possam informatizar esse último moicano. Terminada a operação que, além do dinheiro, consumiu pouco mais do que um telefonema e uma tarde de trabalho, você reúne a tropa para comunicar o grande feito. Observe que seu objetivo nessa apresentação não é o de falar sobre a informatização em si, mas sim dos detalhes todos que a envolvem, como, por exemplo, o melhor controle de estoque, a velocidade dos relatórios, a adequada distribuição dos territórios dos vendedores, as oscilações das vendas, enfim, todas as conseqüências do investimento realizado. Significa que você irá citar o processo de informatização como base de preparação para que os ouvintes compreendam com mais facilidade o assunto principal, e este seriam os detalhes proporcionados pelas mudanças ocorridas no setor.

Vamos a um outro exemplo. Em sua cidade há dois bairros importantes separados por um rio. Para irem de um lado ao outro os habitantes precisam dar uma volta enorme, ou então fazer a travessia de barco, que, entretanto, nem sempre está disponível. Você, como bom prefeito, de olho na reeleição, atende a uma antiga reivindicação dos munícipes, faz um empréstimo e constrói a tão esperada ponte. Durante sua campanha a construção desta ponte será mencionada à exaustão em todos os comícios. Só que a ponte que é a solução de um problema será utilizada como preparação para o assunto principal, que neste caso também se constituirá dos detalhes, como o investimento realizado, a mão de obra empregada, o desenvolvimento das empresas da região, fornecedoras de produtos e serviços, enfim os pormenores ligados direta ou indiretamente àquela construção.
Essa é uma boa regra a ser seguida: quando a solução de um problema se transformar em detalhes que justifiquem uma apresentação, use a solução como preparação para facilitar o entendimento dos ouvintes e suas conseqüências como o assunto principal.
Fique atento a esses conceitos, pois as apresentações, em que os detalhes de uma solução precisam ser explicados, são muito importantes porque, de maneira geral, servem para valorizar um feito, justificar um investimento ou empreendimento, ou, o que é ainda mais comum, persuadir sobre sua utilidade.
Esses e outros conceitos são desenvolvidos no curso de expressão verbal ministrado pelo Professor Reinaldo Polito.
Escolha o mais apropriado para você – Cursos

“Terminantemente proibida a reprodução sem autorização expressa do autor”

Integer ultrices pulvinar sem et lacinia. Mauris sed magna nibh. Suspendisse vestibulum dui libero, sit amet feugiat velit iaculis vel. Aliquam fermentum id ipsum congue facilisis. Aliquam ac nisl diam. Praesent ac euismod diam. Duis nec lorem efficitur, malesuada orci at, dictum libero. Mauris congue suscipit dolor, id auctor ligula lobortis a.

Deixe uma resposta

AULA DE APRESENTAÇÃO GRATUITA