< Página Anterior

04 abr 2018

Você vai falar daqui a pouco

Você está tranqüilo participando de um evento e, para sua surpresa, fica sabendo que em poucos minutos será convidado a se dirigir à tribuna e dizer algumas palavras diante da platéia.

Eu já orientei nesta coluna como preparar uma apresentação https://reinaldopolito.com.br/portugues/artigo.php?id_nivel=12&id_nivel2=155&idTopico=331 com algum tempo de antecedência, pelo menos um, dois ou mais dias, e também sugeri outras técnicas que mostram saídas para superar o desafio de falar de improviso https://reinaldopolito.com.br/portugues/artigo.php?id_nivel=12&id_nivel2=155&idTopico=330 .

Agora vou dar algumas sugestões de como você deverá se preparar para falar em público quando tiver alguns minutos ou até uma hora inteira à disposição – uma situação muito comum.

São aquelas circunstâncias em que você sabe que vai usar a palavra diante do grupo, mas precisa aguardar que outras pessoas se apresentem, ou que diversas partes de uma programação sejam antes cumpridas.

Concentre-se no tema e no motivo do evento – Esse é o primeiro e um dos mais importantes passos para planejar bem uma apresentação, qualquer que seja o tempo que você tenha à disposição – identificar com clareza qual é o motivo do evento e o tema que será abordado.

Sabendo qual é o tema da reunião e os motivos que levaram as pessoas a estar presentes naquele local, será mais simples encontrar as informações que o ajudarão a planejar em poucos minutos o conteúdo de sua mensagem.

Use as informações que já domina muito bem – Com apenas alguns minutos para se preparar, não caia na besteira de querer dar uma de Rui Barbosa e fazer uma conferência sobre o tema de sua apresentação.

Não é hora para grandes vôos oratórios; ao contrário, nessa circunstância você precisa manter os pés no chão, cumprir bem seu papel e transmitir uma mensagem simples, no menor tempo possível.

Verifique quais são as informações que você conhece bem e que, ao menos remotamente, possam ser associadas ao tema do evento. Faça uma escolha rápida, pois quanto mais depressa puder organizar suas idéias, mais confortável e seguro irá se sentir.

Alguns temas são mais apropriados pelo fato de, normalmente, possuírem diversas possibilidades de associação com a maioria dos assuntos. Por exemplo, suas viagens mais interessantes de negócio ou de lazer, os livros e filmes que considere marcantes por terem propiciado momentos de reflexão e aprendizado.

São úteis também os desafios profissionais que determinaram a trajetória de sua carreira, as histórias da vida de pessoas que conheceu, as notícias que esteja acompanhando, ou qualquer informação que sirva de preparação e lhe proporcione desenvoltura e desembaraço diante da platéia.

Habitue-se a manter alguns desses assuntos preparados, como se fossem cartas na manga, para utilizá-los da forma mais conveniente, de acordo com o tema que precisar abordar.

Encontre a idéia de ligação – A passagem do assunto que você escolheu para servir de apoio ao tema da reunião precisa ser feita com auxílio de uma idéia de ligação, de maneira sutil e imperceptível.

Depois de ter selecionado o assunto que considerou mais adequado para usar como apoio ao desenvolvimento do tema da reunião, concentre-se para descobrir a idéia que possa servir como ponte de ligação entre um e outro.

Se, por exemplo, o tema da reunião fosse o estabelecimento de metas para o próximo exercício e você resolvesse escolher como assunto de apoio a trajetória profissional de alguém que conhecesse muito bem e fosse admirado pelo grupo, ou notícias sobre o desemprego no País, que têm chamado sua atenção nos noticiários de jornais e revistas, uma idéia apropriada para ligá-los poderia ser ‘desafio’.

Dessa forma, depois de descrever a trajetória profissional dessa pessoa, ou de falar sobre os planos para superação dos elevados níveis de desemprego, poderia dizer que as etapas profissionais que a pessoa ultrapassou, ou a decisão tomada para solucionar o problema do desemprego, constituem-se sempre em um enorme ‘desafio’ a ser vencido.

E, usando até o mesmo termo ‘desafio’, seria possível ligar o seu assunto com o tema da reunião. Poderia promover essa passagem dizendo, por exemplo, que esse ‘desafio’ que simbolizou a conquista profissional dessa pessoa, ou os planos implementados para resolver a questão do desemprego, pode ser comparado ao ‘desafio’ para atingir e superar as metas estabelecidas para o próximo exercício.

Para esses mesmos assuntos hipotéticos que mencionei com o objetivo de exemplificar a técnica da idéia de ligação, outras idéias poderiam ser utilizadas para estabelecer a passagem do assunto ao tema.

Algumas delas são dedicação, planejamento, superação, enfim, qualquer idéia que possa servir de passagem de um assunto a outro e que indique a interdependência entre eles.

Esse é um momento muito importante no planejamento da apresentação, pois é essa palavra, expressão ou idéia que permitirá estabelecer a associação natural do assunto que você escolheu, por conhecê-lo com profundidade, e o tema da reunião.

Fique atento e observe bem que idéias poderiam possibilitar essa passagem. Você verá que em alguns casos essa transição será efetuada por uma palavra ou expressão logo no início do assunto.

Em outros, somente no fim e em outros ainda em nenhum momento, pois poderá apenas ser deduzida de tudo o que foi exposto, isto é, embora a palavra nem seja mencionada, a idéia estará implícita no raciocínio.

Fique atento aos outros palestrantes e ao andamento da reunião – Além dos assuntos que você conhece com profundidade, e que poderiam servir para apoiar o desenvolvimento do tema da reunião, outro recurso que poderá ser muito útil para ajudá-lo a planejar sua apresentação em pouco tempo é prestar muita atenção no que os outros palestrantes estão dizendo e em todos os detalhes do evento.

Os discursos dos outros palestrantes poderão fornecer uma infinidade de subsídios preciosos para que você, em poucos minutos, ordene o pensamento e planeje sua apresentação de maneira interessante e segura.

Anote as frases mais relevantes dos outros palestrantes que possam ser associadas às informações que planeja transmitir. Cuidado, entretanto, para não ficar tentado a escrever palavra por palavra, períodos muito longos, ou até o discurso todo.

Dê preferência às frases e comentários que tenham provocado reações positivas mais acentuadas na platéia, pois essas informações já estarão, de certa forma, aprovadas por uma espécie de controle de qualidade dos ouvintes.

Lembre-se sempre de que as mesmas regras discutidas há pouco sobre a idéia de ligação deverão ser observadas quando associar as frases dos outros palestrantes ao assunto principal.

Os discursos dos outros palestrantes poderão fornecer uma infinidade de subsídios preciosos para que você, em poucos minutos, ordene o pensamento e planeje sua apresentação de maneira interessante e segura.

Desta forma, em pouco tempo, você terá condições de deixar uma mensagem adequada à circunstância e poderá projetar uma ótima imagem no ambiente onde tiver de se apresentar.

Superdicas da semana:

– Identifique o tema e o motivo da reunião

– Escolha um assunto que domine bem para iniciar sua fala

– Preste atenção nas palavras dos outros palestrantes e faça anotações

– Lance mão de idéias de ligação para fazer transições de um assunto para outro

 

Para ver outras dicas entre no meu site https://reinaldopolito.com.br/portugues/dicas.php?id_nivel=15

 

 

Livros de minha autoria que tratam desse tema: “Como falar corretamente e sem inibições”, “Como falar de improviso e outras técnicas de apresentação” e “Superdicas para falar bem” (também em audiolivro), publicados pela Editora Saraiva

Integer ultrices pulvinar sem et lacinia. Mauris sed magna nibh. Suspendisse vestibulum dui libero, sit amet feugiat velit iaculis vel. Aliquam fermentum id ipsum congue facilisis. Aliquam ac nisl diam. Praesent ac euismod diam. Duis nec lorem efficitur, malesuada orci at, dictum libero. Mauris congue suscipit dolor, id auctor ligula lobortis a.

Deixe uma resposta

AULA DE APRESENTAÇÃO GRATUITA